Hearing And Balance que, nesse ano abrigou o Gicca, reuniu mais de 1.100 participantes de vários países para discutir os caminhos da otorrinolaringologia

O Hearing And Balance, Que Aconteceu entre os Dias 20 e 23 de Maio, no Centro de Convenções Rebouças e Esse Ano Abrigou o Gicca, Congresso Ibero-Americano de Implantes Cocleares e Ciências Afins.

O Hearing And Balance, Que Aconteceu entre os Dias 20 e 23 de Maio, no Centro de Convenções Rebouças e Esse Ano Abrigou o Gicca, Congresso Ibero-Americano de Implantes Cocleares e Ciências Afins Reuniu Participantes Vindos de Vários Países do Mundo e Quebrou Recorde de Participação.

Presidido pelo Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento e organizado pelos Prof. Dr. Rubens Vuono de Brito Neto, Dr. Robinson Koji Tsuji, Dr. Rodolpho Penna Lima, Dra. Anna Carolina Fonseca, Dra. Jeanne Oiticica e pelas fonoaudiólogas Ana Tereza Magalhães, Isabela Jardim, Valéria Goffi e Danielle Penna Lima, aconteceu entre os dias 20 e 23 de maio, o Hearing and Balance, que esse ano abrigou o VI GICCA – Congresso Ibero-Americano de Implantes Cocleares e Ciências Afins, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, com extensa programação científica.

“Tivemos um recorde de participantes – mais de 1.100 profissionais de várias áreas de Medicina, Fonoaudiologia, Psicologia que, além de aprenderem, trocaram experiências com profissionais de várias partes do mundo – em um trabalho que envolveu todo o nosso grupo e o de Natal, com reuniões mensais – e semanais em 2015 – desde o penúltimo Hearing & Balance – II Congresso de Surdez, Equilíbrio, Implante Coclear, Próteses Auditivas e Implantáveis – para conseguirmos finalizar a programação”, diz Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento, o presidente do evento.

Vieram participantes – e palestrantes – do Marrocos, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Uruguai, Paraguai, Suíça, Cuba, México, França, Canadá, Portugal, Argentina, Austrália, Venezuela, Chile, Equador, https://www.viagrasansordonnancefr.com/generique-viagra-france/ Áustria, Alemanha, Holanda, Grécia e de todo o Brasil e participaram de uma programação científica que foi elaborada durante dois anos. “Foi a primeira vez que um congresso dessa magnitude sobre surdez, cirurgias e tratamentos possíveis, pesquisas com células-tronco realizou-se no Brasil e sentimo-nos muito honrados por termos sido escolhidos. Foram dias de muito aprendizado, troca de experiências, onde participantes assistiram aulas sobre diversos assuntos, observaram cirurgias ao vivo e participaram de oficinas tanto para médicos, fonoaudiólogos, psicólogos e profissionais da saúde. Enfim, todas as novidades para auxiliar no combate à surdez, uma das deficiências mais descapacitantes!”, disse o professor durante a cerimônia de abertura.

Emoção e aprendizado

No dia 20 de maio, aconteceu a cerimônia de abertura do evento, às 19 horas, na Sala 1 do Centro de Convenções Rebouças. Com mesa composta pelo Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento, Dr. Antonio Soda Mehy, presidente do GICCA, Dr. Angel Ramos Macías, secretário Geral do GICCA, Prof. Bernar Fraysse, vice-presidente da IFOS, Prof. Dr. José Otávio Auler Junior, diretor da FMSUP, Marizete Peixoto Medeiros, representando o Dr. David Uip, secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Dr. Robinson Koji Tsuji, Fgas. Valéria Goffi, Daniele Penna Lima e Isabela de Souza Jardim, da Comissão Cientifica do Hearing and Balance / 2015, o evento iniciou com os agradecimentos do Prof. Ricardo e, em seguida, Dr. Merhy falou sobre o congresso. “É muito positivo reunirmos a grande família ibero-americana em um congresso como esse. E acompanharmos as mudanças da Otorrinolaringologia em todos os continentes, sempre atentos à realidade dos países que vivemos e que tem grande desigualdade social. Cada vez mais, temos que ter expectativas reais sobre os tratamentos para beneficiarmos o maior número de pacientes possíveis. E o nosso agradecimento à equipe do Prof. Ricardo Bento, que preparou um evento de ponta para todos nós!”

Na abertura, foram homenageados três profissionais ligados ao implante coclear. O primeiro foi o Dr. Edgar Chissone, o segundo Dr. Pedro Luiz Mangabeira Albernaz, o Dr. Pedro Berruecos Villalobos. Houve, também, apresentação do Congresso Mundial de Otorrinolaringologia, que acontecerá em Paris em 2017 e apresentação do próximo GICCA, daqui dois anos, no Chile.

Para abrir o evento, Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento convidou a paciente do Grupo de Próteses Implantáveis HC, Lak Lobato, para contar a sua história. E, durante a palestra, a implantada bilateral pediu a todos os profissionais presentes que não se vissem mais como médicos que devolvem – ou propiciam – audição aos seus pacientes e, sim como, artistas que levam grande parte deles a redescobrir a trilha sonora da vida.

Elogios dos participantes

Durante os quatro dias de congresso, o que mais se ouvia nos corredores do Centro de Convenções Rebouças, foram elogios relacionados aos congressos. Dr. Francisco de Biasi, otorrinolaringologista de Recife, disse: “O Hearing and Balance / GICCA foi um sucesso em todas as análises possíveis, um congresso de uma área específica da otologia, a reabilitação auditiva, contando com mais de mil inscritos, com palestrantes de quase todos os continentes, elevadíssimo nível científico, a localização do evento permitindo deslocamento sem necessidade de enfrentar trânsito caótico das grandes cidades e a presença dos pacientes que são o verdadeiro sentido da Medicina. ”

Prof. Dr. Rogério Hammerschimidt, da Universidade Federal do Paraná, afirmou: “Tenho participado de congressos em todo o mundo, mas o Hearing and Balance / GICCA, em São Paulo, me surpreendeu muito, positivamente pelo altíssimo nível dos convidados nacionais e internacionais, pelas aulas de ponta e pelas mesas redondas com um nível científico elevadíssimo! Além de tudo isso, o acolhimento foi sensacional e o local, formidável! Meus parabéns de coração ao Prof. Ricardo Bento e a toda comissão organizadora, da qual tive a honra e o prazer de participar. ”

Dr. Rafael Pontes, de Campo Grande, MS, comentou: “O Hearing and Balance / GICCA foi uma oportunidade de ver de perto todas as tecnologias disponíveis no mercado dos implantes cocleares e das próteses auditivas implantáveis e conhecer as que, em breve, estarão disponíveis no Brasil, através de várias oficinas práticas e, ainda, comparar as condutas de vários profissionais de todos os países participantes. A nossa satisfação é saber que o Brasil está na vanguarda desse setor tanto nas tecnologias em si, como nas práticas cirúrgicas contando com excelentes cirurgiões. ”

No penúltimo dia do Hearing anda Balance e VI Congresso Ibero-americano de Implantes Cocleares e Ciências Afins houve um jantar de confraternização com os participantes na Casa das Caldeiras, em São Paulo, com música, dança, apresentação de escola de samba até às 24 horas e no dia seguinte, no encerramento, ao meio-dia e meio, apresentaram os trabalhos vencedores e os temas que mais tiveram participantes foram: Oficina Cirúrgica Oticon Medical, com 116 participantes, Interpretación de Examenes de Ponteciales Evocados – Hands On – Find the Waves, com 102 participantes, Genética Sala LIM 32, com 104 participantes, Oficina Cirúrgica Cochlear, workshop practico de Baha, com 117 participantes, Oficina Tinnitus, com 105 participantes, Oficina Células Tronco, com 103 participantes, Oficina Cirúrgica Medel, Diferentes Enfoques com El Bonebridge, com 118 participantes, Oficina Cirúrgica Advanced Bionics – Taller Advanced Bionics, Uma Mirada Al Nuevo Electrodo Hifocus Mid-Scala, com 119 participantes.